NOSSA HISTÓRIA

 

A construção da Igreja antes de se tornar visível, começou no coração, no anseio deste povo de ter um lugar para se reunir e celebrar a Eucaristia. Logo foi adquirido um terreno, 10 de abril de 1950, localizado na Vila Sagrado Coração de Maria, hoje Jardim Universo, então pertencente à Paróquia Nª. Sª. Aparecida e São Roque, Brás Cubas. O povo animado pela fé reunia-se nas casas dos moradores próximo ao terreno rezando o terço diante das imagens dos Padroeiros da Paróquia de Brás Cubas e também arrecadavam prendas que depois eram leiloadas com o objetivo de construir a tão sonhada Igreja.

 

O sonho começou a se tornar realidade, no dia 06 de agosto de 1963, foi lançada a Pedra Fundamental da atual Igreja e também foi organizada uma comissão para a construção da Igreja e neste local foi colocado um Cruzeiro. A primeira Missa foi celebrada no local dia 06 de agosto de 1964, presidida pelo Bispo D. Paulo Rolim Loureiro, Ele foi um dos grandes incentivadores da construção. Todos unidos pelo mesmo ideal: construir a casa de oração.

 

Naquela época não havia Padre no bairro, quem atendia toda imensa região era o Pe. Joaquim Casado Castanho, pároco de Brás Cubas, ele celebrava as missas no local. Em abril de 1966, alguns missionários Redentoristas realizarem durante 15 dias missões no bairro, incentivando o povo a viver a fé, a ser igreja e unido construir a Igreja.

A construção da Igreja aconteceu por etapas, às paredes começaram a subir em 1964 com a participação e suor de muitas pessoas que arregaçaram as mangas e superaram as dificuldades que eram muitas e trabalharam em mutirão. O sonho enfim se tornou Realidade! Importante lembrar, enquanto não havia Padre fixo, além do Pe. Joaquim e outros, o Diácono permanente José Valdomiro Leite da Silva assumiu um papel religioso de grande relevância para este povo.

 

Mas a graça de Deus não parou por aí, ela é abundante e eterna, no dia 15 de agosto de 1974, o Pastor da época deste imenso rebanho da Diocese de Mogi das Cruzes, D. Paulo Rolim Loureiro, assina o Decreto de Criação da Paróquia Imaculado Coração de Maria e após a morte trágica do mesmo a chama reacendeu no dia 23 de agosto de 1975, a nomeação do 1º pároco, o Pe. Rogério Paiva Prata. O mesmo, com saúde frágil,  empenhou-se a conhecer a realidade da nova Paróquia, logo veio o calendário religioso, a vida pastoral, espiritual e a Paróquia começou a funcionar de forma autônoma. Pe. Rogério foi um bom pastor, dedicou-se incansavelmente a este povo, mas devido à frágil saúde, permaneceu menos de dois anos.

 

Fruto da fé e muita oração do povo, no dia 30 de janeiro de 1977, assume a Paróquia o 1º missionário italiano da Congregação dos Filhos do Amor Misericordioso no Brasil e nesta terra mogiana, Pe. Orfeo Miatto, o mesmo foi convidado pelo então bispo Dom Emílio Pignoli.

 

Pe. Orfeo Miatto marcou a vida desta nova Paróquia radicalmente, permaneceu a frente da mesma durante 24 anos, gerou e formou lideranças, fundou muitas comunidades, construiu igrejas e a creche da paróquia, um amplo trabalho religioso e social na região, além de forte familiaridade com o povo, foi uma referência em todos os sentidos em nível de Diocese e região. Pessoa entusiasmada e entusiasta, zeloso, incansável, um homem de fé, deixou um grande legado, faleceu na Itália em 08 de outubro de 2003.

 

Chegou também em nossa Paróquia o segundo missionário FAM o espanhol Pe. Javier em 1979, que muito colaborou na formação de comunidades e lideranças, ajudando outros padres em suas Paróquias na Diocese de Mogi das Cruzes, atendendo ao pedido de D. Emílio foi pároco da catedral e construiu a Igreja Matriz de São Sebastião sendo Pároco também. Foi Pároco da Paróquia Imaculado Coração de Maria durante um pouco mais de dois anos, além de dar continuidade a formação de lideranças, promoção social, criou as Santas Missões Populares de grande repercussão, que resultou na fundação da Comunidade Sta. Teresinha do Menino Jesus no Jd. Stos Dumont II, que é a Comunidade mais nova do total de 10 Comunidades que formam nossa Paróquia.

 

Sucessivamente vieram outros missionários que muito contribuíram na evangelização deste rebanho: o italiano Pe. Cláudio Corpetti (1980); os espanhóis Pe. Armando Martin (1988), hoje Bispo de Bacabal–MA e Pe. Francisco Pablo Ross Gallo (1993)

As Servas do Amor Misericordioso chegaram em 1982, se destacando também na animação pastoral e num amplo trabalho social com as crianças e famílias pobres.

 

Grandes frutos do trabalho vocacional feito por esta família religiosa resultou nos seguintes padres, que serviram e servem nesta paróquia : Rogério Gamarano Lopes, Sérgio Henrique Rodrigues (hoje o superior da Congregação dos Filhos do Amor Misericordioso no Brasil), Pedro Paulo Custódio (atual Pároco desta Paróquia), Ronaldo Evangelista de Melo, Denner Emerson, Jonas Leite, Ronildson Aquino, Ademir Bernabé (missionário nas Filipinas) e o Ir. Fabiano. E tantos outros padres que hoje servem as mais variadas dioceses.

 

Uma Paróquia rica de lideranças, idosos, adultos e jovens, engajados nas pastorais, associações e movimentos, evangelizando com criatividade conforme os apelos da atualidade. Uma Paróquia acolhedora, heterogênea, aberta a pluralidade. Uma Paróquia humilde, capaz de reconhecer seus erros, limitações e superar. Uma Paróquia da gratidão que reconhece e agradece os valores recebidos do passado, se dedica com otimismo no presente, aberta as inovações visando o futuro!